27/10/2014

Patricia Grah: Carta de amor aos petistas – escrita por uma reaci...

Boa Tarde!!!

Amigas, estou de volta, para compartilhar com vocês meus trabalhos, depois de um tempo de ausência.

Mas antes das artes, quero postar este artigo escrito pela Patrícia, do blog Patricia Grah, no link abaixo, que expressa, de certa forma o que eu gostaria de comunicar a vocês, explicando minhas ausências. 

E a partir desta semana, algumas novidades e dicas serão mostradas, se Deus quiser! Ótima semana a todos! Ana Maria



Patricia Grah: Carta de amor aos petistas – escrita por uma reaci...: Um ano se passou desde que comecei a me preocupar mais assiduamente com a situação política brasileira. É, eu sei que foi tarde, mas j...



''

Carta de amor aos petistas – escrita por uma reacionária.


Um ano se passou desde que comecei a me preocupar mais assiduamente com a situação política brasileira. É, eu sei que foi tarde, mas já dizia o ditado, antes tarde do que nunca.
No decorrer deste tempo, passei a ver o mundo e as pessoas ao meu redor através de um outro viés. Me equivoquei, julguei, fui insensata e errei muitas vezes ao querer impor meus pensamentos. Perdi amigos, ganhei inimigos, fiz novos amigos e, em suma, aprendi coisas para o restante da vida.
Não posso negar que quem mais ajudou-me a abrir os olhos foi o professor Olavo de Carvalho. Foi através dele que compreendi o real status da situação política e social do nosso país, que me empenhei e estudar um pouco da história para poder entender o agora e que abri mão de muitas pessoas e coisas no intuito de 'deixar de ser idiota.'
Muitas foram as noites de sábado que, enquanto todos enchiam a time line de nossos facebook's, com fotos na balada ou se divertido com outras coisas, meus colegas e eu passamos sentados em frente à uma tela buscando aprender sobre o que se sucedia. Buscamos estratégias, debatemos, brigamos, lutamos e fizemos o que pudemos. 

O que aprendi até aqui é muito pouco comparado a dimensão do nosso problema, e por ser pouco, sempre soube que não possuía embasamento histórico ou político o suficiente para opinar em público. Porém, o tempo era curto e, nunca me conformaria de estar ciente da verdade/realidade e abster-me de alertar aqueles que não o sabiam, até porque nosso professor sempre ensinou que ‘’moderação na defesa da verdade é serviço prestado à mentira’’. E as verdades estavam ai: o FORO de SP, as alianças com países comunistas, a guerra de classes, a depredação do cristianismo, a destruição da família, o separatismo cultural, o marxismo cultural, entre outros. Era preciso se mexer – e logo!

Mas ninguém disse que seria fácil e foi assim que a intolerância de esquerda reinou absoluta sobre mim e também meus amigos. Tive fotos roubadas e expostas em páginas de esquerda, fui ridicularizada por eles e zombada como se fosse um ser de outro planeta por defender ideais divergentes, mas por outro lado, sempre lutei, pois assim como fizeram comigo, nem que fosse para abrir os olhos de uma só pessoa, todo meu esforço valeria a pena, afinal de contas, não há pecado em não saber. Então, o que eu defendia chamou a atenção de muita gente que se interessou pelo assunto e de certa forma, o dever se deu por cumprido. Contudo, ainda era pouco e ao irmos contra a maioria, nós, reacionários acabamos por sermos vistos como os insuportáveis, reclamões e insatisfeitos. Mero engano.

Nossos únicos objetivos eram levar a verdade a todos e vermos nosso país longe das garras comunistas. Era lutar para que o suor do meu e do seu trabalho rendesse frutos às nossas vidas, e não aos bolsos de quem já tinha o bastante e levaria de maneira injusta. Era pelas mais de 50 mil pessoas que morrem por ano vítimas da falta de segurança. Era por aqueles que morrem na fila do hospital/SUS esperando por atendimento enquanto o nosso dinheiro é investido no exterior. Era ajudar o pobre, tirando ele da pobreza, e não dando migalhas deixando-o ainda mais dependente do estado. Era que a promessa de um Nordeste mais humano e com mais qualidade de vida se cumprisse.

Foi por você eleitor petista, que tem uma família a qual o estado tem adentrado à casa para fazer estragos que eu me preocupei. Foi por você, cristão, defensor dos valores morais e da família que vem sendo destruída pela ideologia vermelha que eu dediquei meu tempo. Era de que a educação de fato educasse nossos filhos, e não retrocedesse (mas espera! Eu não tenho filhos, então foi com os seus, eleitor petista que eu me preocupei!). Foi para você, eleitor petista, que passamos quase 100% do nosso tempo nos dedicando em estudar e levar as informações, através de conversas e postagens (porque nossos amigos já sabiam de tudo o que a gente dizia), que gastamos nosso dinheiro com livros, palestras e estudos, tudo para conhecer a verdade e leva-la até você. Foi por você e pelos seus filhos, eleitor petista, que passamos a noite em claro e que choramos quando o resultado da eleição foi divulgado e também que troquei uma noite de sono para escrever este texto. Foi por você, eleitor petista, que dedicamos o último (ou os últimos) ano de nossas vidas. Por amarmos você como filho de Deus e por acreditar que você merece uma vida mais digna do que a que nos espera. 

Mas Deus há de nos dar forças para militarmos pelo que está por vir daqui a quatro anos e, neste momento tão triste, ouso-me parafrasear Jesus dizendo: "Pai, perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem."

Desculpem a tristeza contida no abraço de hoje.

Patricia. 

07/07/2014

Tapetinho decore tulipas


Neste trabalho usei os seguintes fios:  1 do Barroco natural, 1 do Barroco Decore felpudo e 1 do Barroco Multicor, da Círculo.
O ponto utilizado é o meio ponto alto.
Na parte central intercalei 2 carreiras com fio Barroco Natural e uma de Barroco Decore.



Neste vídeo é ensinado o ponto das flores:




E aqui, o gráfico da flor tulipa, encontrado na internet, desconheço a autoria.


Ótimos crochês!
Ana Maria

05/06/2014

Toalhinha bordada com ponto iugoslavo e barrado de crochê


Mais uma toalhinha, com bordado vagonite na faixa de etamine, que é chamado de ponto iugoslavo. 
Com barrado de crochê feito com fio Lisa.




Barrado encontrado na internet. Desconheço a autoria.



 Ótimos crochês!

Ana Maria



02/06/2014

Toalha bordada com corações em ponto reto


Mais um bordado em ponto reto, com fio Anne matizado. 
Comecei pelo centro e fui diminuindo o tamanho dos corações para que coubessem na tira de etamine.
O barrado de crochê foi feito com fio Cléa 1000.





Ótimos artesantos e feliz semana!

Ana Maria

22/05/2014

Bolsa vermelha com squares "gordinhos"

Terminei mais um trabalho que tinha começado há muito tempo. 
Bolsa feita com esse motivo quadrado - square - de crochê. 
E tem um segredinho, ou uma dica: para ficar "gordinho" como aparece na bolsa, o motivo tem que ser usado do lado do avesso. 
Portanto, faz-se os squares seguindo o gráfico, e usa-se  o avesso dos motivos, que é o lado que fica saliente, tridimensional.
A foto não ficou tão boa, mas a bolsa ficou muito bonita.




Abaixo, o direito do ponto no motivo



Abaixo, o avesso do ponto 








Ótimos crochês!

Ana Maria


20/05/2014

Anel de crochê e chaton



Mais um mimo para a Carlinha. 
Um anel de crochê, semelhante aos que fiz tempos atrás, mas substituindo o fuxico por uma peça de chaton no centro. 







Veja o passo-a-passo AQUI.



Ótimos crochês!

Ana Maria


16/05/2014

Toalha com bordado vagonite e barrado de crochê


Mais uma peça para o enxoval da Carla, que se casou hoje. 
Bordado vagonite em faixa de etamine, e barrado de crochê inspirado em uma criação da Norminha do blog Ponto Preso1. 




Ótimos crochês!

Ana Maria

01/05/2014

Stalin, o tirano vermelho. Excelente vídeo!




"Se queres conhecer o futuro, olha para o passado" (Confúcio)



Aproveite o feriadão e veja como começou o comunismo na URSS e quem foi Stalin.
Você se surpreenderá com este vídeo.


Ótimo feriadão!

Ana Maria


Blog Widget by LinkWithin